domingo, 21 de maio de 2017

Joba Tridente: 36

..., como não me importo com datas, um poema do domingo passado no domingo de hoje. 36..., um poema para as mães de todos os dias. ..., talvez porque eu gosto de segundas-feiras tanto quanto desgosto de aniversários. ..., o espelho do guarda-louça quebrado pela cadela perdigueira maruska, jamais foi consertado. ..., não era dia das mães e nem do meu aniversário. 36 eu cometi em cwb.13.05.2017.


                           

36
joba tridente

mãe me dá um dinheiro
pra quê
??????
...... ela sabe
!!!!!!
pra comprar uma coisa
......
na manhã de domingo
mais uma caneca
de louça na cristaleira
: mãe
e flores no decalque
rosado

: mamãe
: mãezinha do coração
: mãe eu te amo
: querida mamãe
: feliz dia das mães
: a melhor mãe do mundo

aos sete o menino
conta as canecas
que um dia herdará

*
ilustração de joba tridente.2017



Joba Tridente, artesão de palavras e imagens em Verso: 25 Poemas Experimentais (1999); Quase Hai-Kai (1997, 1998 e 2004); em Antologias: Hiperconexões: Realidade Expandida – Sangue e Titânio (2017); Hiperconexões: Realidade Expandida (2015); 101 Poetas Paranaenses (2014); Ipê Amarelo, 26 Haicais; Ce que je vois de ma fenêtre - O que eu vejo da minha janela (2014); Ebulição da Escrivatura - 13 Poetas Impossíveis (1978); em Prosa: Fragmentos da História Antropofágica e Estapafúrdia de Um Índio Polaco da Tribo dos Stankienambás (2000); Cidades Minguantes (2001); O Vazio no Olho do Dragão (2001). Contos, poemas e artigos culturais publicados em diversos veículos de comunicação: Correio Braziliense, Jornal Nicolau, Gazeta do Povo, Revista Planeta, entre outros.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...